domingo, 30 de dezembro de 2007

Último domingo do ano, hora de revirar minhas gavetas, armários, reorganizar as coisas, limpar, polir, para receber o ano novo q vai chegar.
Mas. de que adianta fazer tudo isso se por dentro continuar a mesma?
repetindo velhos erros?
guardando sentimentos velhos, desgastados, que certamente nunca irei consertar?

Vou fazer uma reforma geral , irrestrita e inadiável ...
Arrumar meu coração...
Jogar fora o meu egoísmo, orgulho, mágoas, ressentimentos...
E até aquele sentimento que era como seda pura, brilhante e aveludada, mas que de tanto rasgar, remendar e lavar, se tornou qual chita velha, esburacada e desbotada...
Para que guardar se nunca mais vou poder usar?
Ele é como um vestido que pode se rasgar a qualquer momento, me trazendo vergonha e sofrimento..
Só serve para tomar espaço no armário amassando outros novos que estão chegando e poderão ficar.
Não vou mais adiar nem ter pena de me desfazer do q se tornou imprestável...
sem uso e feio...

Arrumar , analisar e organizar!!...

Só vou guardar o que tenho de bom!
Bom ânimo, esperança, carinho, coragem, otimismo, amor real e verdadeiro, sonhos , lembranças, planos viáveis , amizades sinceras...

Então ...com licença, vou ao trabalho!!
Amar! Eu quero amar, amar perdidamente! Amar só por amar: aqui... além... Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente... Amar! Amar! E não amar ninguém! Recordar? Esquecer? Indiferente!... Prender ou desprender? É mal? É bem?Quem disser que se pode amar alguémDurante a vida inteira é porque mente! Há uma primavera em cada vida:É preciso cantá-la assim florida,Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada Que seja a minha noite uma alvorada, Que me saiba perder... pra me encontrar...
"Meu Deus, me dê a coragem de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites, todos vazios de Tua presença. Me dê a coragem de considerar esse vazio como uma plenitude. Faça com que eu seja a Tua amante humilde, entrelaçada a Ti em êxtase. Faça com que eu possa falar com este vazio tremendo e receber como resposta o amor materno que nutre e embala. Faça com que eu tenha a coragem de Te amar, sem odiar as Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo. Faça com que a solidão não me destrua. Faça com que minha solidão me sirva de companhia. Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar. Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo. Receba em teus braços o meu pecado de pensar." Clarice Lispector

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Saldo positivo

Recomeçar é preciso! Nem sempre é facil, mas é sempre necessário. Não ganhamos todas, mas p consolo é q nao perdemos tbm... 07 foi um ano cheio.Cheio de descobertas, de conquistas, de engrandecimento... Issó ja vale.Ja acho suficiente...Ainda nao sou o que quero, mas ja me vejo no caminho. Não sei qnto falta ainda, mas agora, não páro mais. Seguir, sempre. O ano acaba e eu ainda tenho algumas pendências... Mas, não me abalam (não todos os dias...) consigo viver com elas por mais um tempo.... ano q vem eu resolvo..rs Muito bom isso... Ter um ano inteiro pela frente. Posso fazer o que eu quiser, ir onde quiser, ser o que eu quiser... Vc ja pensou em quem quer ser em 2008??

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

domingo, 23 de dezembro de 2007

Pare!

  • 1º dia FAÇA! Apague o cigarro, jogue fora o maço e esconda cinzeiros e isqueiros. SAIBA! Após 2 horas não haverá mais nicotina no seu organismo, a pressão sanguínea e a pulsação voltarão ao normal.
  • 2º dia FAÇA! Conte para os amigos que parou de fumar, assim você assume um compromisso. SAIBA! O nível de oxigênio no sangue se normalizou.
  • 3º dia FAÇA! Reduza a quantidade de café, prefira um chá. SAIBA! Seu olfato já percebe melhor os cheiros, a comida fica mais saborosa.
  • 4º dia FAÇA! Bateu aquela vontade de fumar? Controle-se. Em 5 minutos a fissura passa. SAIBA! Seu cérebro sente falta da nicotina e você fica um pouco irritada. Não ceda à tentação, seja forte.
  • 5º dia FAÇA! Fazer exercício é ótimo e ajuda a desintoxicar o organismo. Que tal uma caminhada hoje? SAIBA! As células do seu corpo começam a se recuperar das agressões causadas pelo fumo
  • 6º dia FAÇA! Não fique perto de quem fuma. Fuja das áreas para fumantes. SAIBA! A produção de radicais livres caiu e sua pele já começa a ficar mais bonita.
  • 7º dia FAÇA! Quando sair com os amigos, evite bebidas alcoólicas. O álcool aumenta a vontade de fumar. SAIBA! Os sintomas da abstinência estão menores que nos dois primeiros dias, agora ficará mais fácil ficar sem o cigarro.
  • 8º dia FAÇA! Não fique em casa sozinha. Saia para conversar, namorar ou apenas dar uma volta na rua. SAIBA! O coracão e o intestino, prejudicados pela má circulação, voltam a funcionar bem.
  • 9º dia FAÇA! Se no trabalho der aquela vontade de fumar, mastigue um chiclete. Ele a ajudará a esquecer o cigarro. SAIBA! As pessoas não vão mais sentir o cheiro do cigarro em seus cabelos. Seu hálito estará mais fresco.
  • 10º dia FAÇA! Você merece comemorar. Em dez dias, economizou R$ 25. Que tal um cineminha a dois? SAIBA! Se a sua garganta costumava ficar irritada com o excesso de cigarro, ela não trará mais problemas.
  • 11º dia FAÇA! Uma lista com os motivos que levaram você a largar o cigarro e os benefícios dessa atitude. SAIBA! Suas unhas começam a ficar menos amareladas.
  • 12º dia FAÇA! Seu paladar está melhor. Mantenha uma dieta balanceada e tome muita água para purificar o corpo. SAIBA! Parar de fumar pode fazer você engordar até 5 kg. Mas os males do cigarro são maiores do que uns quilos a mais.
  • 13º dia FAÇA! Antes de dormir tome um banho quente e beba um chá ou leite. Isso a ajudará a enfrentar a insônia. SAIBA! O corpo sente falta da nicotina e precisa se adaptar à ausência da substância.
  • 14º dia FAÇA! Está na hora de mudar seus hábitos. Procure novas atividades, isso deixará você mais feliz. SAIBA! Se você acender um cigarro, voltará a fumar. Por isso, seja forte. Autor: Alessandro Rovêda

Pai... me perdoe. Não consigo t perdoar... Nem olhar nos teus olhos...
Não sei se quem errou mais .
Sei q talvez vc nunca ouça essas palavras d minha boca, sou fraca, e pequena de mais pra falar..
vc é o melhor e o pior d mim..

sábado, 22 de dezembro de 2007

Instalam-se em mim milhares de volts e eu sou a um só tempo de raios e veludos, algo no entorno do profundo, algo do indizível em língua de gente. Meu cio se completa e eu me acho repleta e premente de ardores e instantes, povoada de imprecisão e voragem, numa ânsia que não admite latência, numa dor que é loucura e sofreguidão. Imprimo meus dedos contra a carne e subjugo minhas mãos, guardo meu tato para o contato com teu corpo, para o embate sobre teu peso. Refaço plano, aperto passo, revejo estratégia, descarto trégua. Logo serei entrega e serás multidão.
Me explica porque a polpa das distâncias traz consigo lâminas com teu nome gravado, para sempre que minha língua solta o pronuncia, sentir a dor dos cortes que são mais afago que castigo. Me explica que poço é esse que escondes nos olhos, para quando me demoro à espera da água pouca e seu belo canto, sentir o abandono da queda entre o êxtase e o espanto. Me explica de que flores de segredo são feitas tuas mãos ocas, que mesmo tão longe, perfumam meus cabelos para que eles amanheçam sempre enredados entre teus dedos. Me explica que dor tanta é essa que me carrega no colo, me beija as pálpebras, me põe ardores, para depois enlutar o dia, negar o riso, tirar as falsas asas da louca, abrutalhar as cores. Me explica se se morre de amores.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Frio e chuva. O céu tem as mais espessas nuvens que eu já tive a oportunidade de ver. Claras de tão cinza mesmo sendo madrugada, parecem azuis. Três blusas são insuficientes para me aquecer do frio que faz nessa cidade a essa hora. É tarde para quem ainda não dormiu e cedo para quem já acorda. E a alegria da solidão, essa que tenho tido um prazer assustador em ter como companhia, tem me escoltado pelos dias e noites. O que era inquietação virou contentamento. E eu que venho sentindo medo da satisfação mórbida da consciência de estar só, não saberia responder a pergunta que ninguém fez. Não permitiria ainda dividir espaços e momentos. É cedo para isso. A solidão não mais me assombra, me compraz. Não atormenta; alegra e absorve. Não mais queima; aquenta. Apavora o hábito da solidão e a constatação vem da inércia de me sentir aquecida, apesar da rajada de vento gélido que escoa pela fresta da janela aberta, pelo calor de um amorfo edredom colorido.

Você já viu a chuva?

Creedence Clearwater - Have You Ever Seen The Rain
Someone told me long ago (Alguém me disse há muito tempo) There's a calm before the storm (Há uma calmaria antes da tempestade) I know, it's been coming for some time (Eu sei, já vem chegando a algum tempo) When it's over so we say (Quando estiver terminado nós diremos) It'll rain a sunny day (Que choverá um dia ensolarado) I know, shinin' down like water (Eu sei, brilhando como a água) I wanna know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) I wanna know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) Comin' down on a sunny day (Caindo em um dia ensolarado) It's today and days before (Hoje e nos dias anteriores) Sun is cold and rain is hot (O sol está frio e a chuva quente) I know, it's been that way for all my time (Eu sei, tem estado assim durante minha vida toda ) Till forever on it goes (Até a eternidade) Through the circle fast and slow (Através do circulo, rápido e devagar) I know, and it can't stop I wonder (Eu sei, e não posso parar, imagino) I wanna know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) I want to know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) Comin' down on a sunny day (Caindo em um dia ensolarado) I want to know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) I want to know, have you ever seen the rain (Eu quero saber se você já viu a chuva) Comin' down on a sunny day (Caindo em um dia ensolarado)
(cante comigo!!)
Onde está? Onde está a poesia da minha vida?
O toque sentido, o amor dividido?
Onde estás que não te vejo?
Por quanto tempo, por quantas vezes a saudade morará em meu ser
A mente quer deletar aquilo que meu coração arde
A mão quer amar, acariciar, mas aqui é tão frio
Olho pessoas e passos vagos, risos falsos, corpos feridos
E meu íntimo diz: vai, segue, acredita
Será que vivo num mundo que não me pertence?
As pessoas já não sabem amar?
E o calor do desabrochar de um grande amor?
E o pensamento sereno e infantil de esperar e sonhar acordado?
Serei eu uma sonhadora num tempo em que se procura e nada se acha
presente para as meninas...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Anseio e frustração. É daí que eu acho que veio a linguagem. Quero dizer, veio do desejo de transcender o nosso isolamento e estabelecer ligações uns com os outros. Devia ser mais fácil quando era uma questão de mera sobrevivência.Eu digo "água". Criamos um som para isso. "Tigre atrás de você". Criamos um som para isso. Mas fica realmente interessante, acredito eu, quando usamos esse mesmo sistema de símbolos para comunicar tudo de abstrato e intangível que vivenciamos. O quê é frustração? O quê é "raiva" ou "amor"? Quando eu digo "amor" o som sai da minha boca e atinge o ouvido de outra pessoa, viaja por um canal labiríntico em seu cérebro através das memórias de amor - ou falta de amor. O outro pode até dizer que compreende, mas como eu sei disso? As palavras são inertes, são apenas símbolos, estão mortas! E tanto da nossa experiência é intangível. Tanto do que percebemos é inexprimível, é indizível. E ainda assim, quando nos comunicamos uns com os outros e sentimos ter feito uma ligação e termos sido compreendidos, temos uma sensação quase como uma comunhão espiritual. Essa sensação pode ser transitória, mas é para isso que vivemos. (transcrição de diálogo do filme waking life, richard linklater

Rapidinha

Tem programa pra hora do almoço hj ?
Almoçar pra quê...

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Passando a guarda

Desafio

Desafio a mim mesma. Comportar-me como adulta. Deixar de ser histérica. Deixar de chorar. Deixar de sonhar. Quero ser eu mesma. Renovada e renascida. Deixar de fugir. De me esconder. Começar do zero no mesmo lugar... já que a sorte não me bate à porta e que a morte tarda em chegar. Aceitar as coisas tal como são. [...] Ando cansada da vida.

sabes que gosto da chuva...

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

“Minha culpa… é tão imensa e devastadora. Meu toque é severo e frio porque tudo o que vejo está errado: o dia, o sol, a noite, a lua... A morte não responde às minhas indagações. Ela, creio eu, de nada sabe, apenas, vive seu rito macabro e traiçoeiro. Já a vida, esta sim, nunca existiu de fato. Porque ela não foi feita para ser real. Ela é utópica, falsa e leviana, uma so(m)bra da morte, então por isso não vivo.”
Perdi o medo de voar...
entra sem pedir licença...
Faça das minhas fantasias os teus sonhos
Estou pronta.
Vem...

ok, me cedi aos testes.. veja os resultados!

Minha Personalidade Sexual "Sexo é essencial para você, assim como dar e sentir prazer são pontos fundamentais. Transmite sensualidade em cada gesto e acredita que os momentos a dois foram feitos para que as fantasias fossem liberadas. As pessoas que já passaram pela sua cama dificilmente esqueceram de você." Meu estilo sexual: "Uma princesa" "Sua alteza adora ser paparicada pelos homens. Para entrar no clima, nada melhor do que um jantarzinho romântico a dois, um papo gostoso e algumas caricias trocadas perto da lareira. Para você, o parceiro é bem mais importante do que o sexo em si. A conexão e o romance funcionam como seu melhores afrodisíacos. Na realidade, não é difícil para uma princesa se excitar: ela e o namorado costumam ter códigos secretos que são tiro e queda para atiçar seu tesão. Por esse motivo, transar no primeiro dia não a entusiasma muito. Os homens maduros e estáveis apreciam duas de suas qualidades: a lealdade e a generosidade. Mas o que realmente curtem é o fato de ter a própria masculinidade despertada por você." hehehe!! bateu??

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Música do Dia

Amada Amante
Roberto Carlos / Erasmo Carlos
Esse amor demais antigo Amor demais amigo Que de tanto amor viveu Que manteve acesa a chama Da verdade de quem ama Antes e depois do amor E você, amada, amante Faz da vida um instante Ser demais para nós dois Esse amor sem preconceito Sem saber o que é direito Faz as suas próprias leis Que flutua no meu leito Que explode no meu peito E supera o que já fez Nesse mundo desamante Só você, amada, amante Faz o mundo de nós dois Amada, amante Amada, amante Amada, amada, amante Amada, amada, amante E você amada, amante Faz da vida um instante Ser demais para nós dois Esse amor sem preconceito Sem saber o que é direito Faz as suas próprias leis Que flutua no meu leito Que explode no meu peito E supera o que já fez Nesse mundo desamante Só você amada, amante Faz o mundo de nós dois Amada, amante Amada, amante Amada, amante Amada, amada, amada, amada, amante Amada, amada, amante Amada, amada, amada, amada,

domingo, 16 de dezembro de 2007

"Gosto dos venenos mais lentos, Das bebidas mais fortes, Dos cafés mais amargos. Tenho um apetite voraz, E os delírios mais loucos: Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:E daí? Eu adoro voar!" Clarice Lispector

EX

ok, o assunto é EX Ex marido , Ex namorado, Ex ficante.. sei lá, qualquer um ex... Confesse, vc ja ficou com um ex?? eu ja.. e admito que tenho uma "fraquezinha' por eles... concordo com o Caloã ( by http://www.valedoseulixo.com/ ) acho q é bem mais fácil trilhar por caminhos ja percorridos, principalmente naqueles dias em q vc esta se sentindo pra baixo... (e, detalhe, não sei porquê, mas é melhor ainda se ele ja estiver namorando outra...) Maasssss.... não pode virar rotina, né? se virar... perde a graça de novo. Dúvida do dia: existe ressaca de sexo??? E ja que hj é dia de confissões... Estava eu por ai... navegando pela net, sem destino... ao léu... qndo de repente...(sem querer...rs) entrei num site de "fotos". Pensei que fosse algo cultural (sou apaixonada por fotografia) dizia: 'fotos amadoras'. Entrei... e... rss. ( tbm sou filha de Deus né??rs)

sábado, 15 de dezembro de 2007

'Todo pensamento, se repetido, passa a exercer domínio.'

pra hj: Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.Tudo vai dar certo. Tudo vai dar certo.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Auto-suficiência?

Saio sem destino a procura de mim mesma... Quem é você mulher? Aonde a vida te levou? O que quer mais? Já não viveu? Já não amou?? Já subiu montanhas, atravessou mares, cruzou os céus, o que mais quer mulher? Teu coração não forjou-se na lâmina do aço? O que quer mais? O que quer mais?
O que quer mais? O que quer mais? O que quer mais? O que quer mais? O que quer mais?
O que eu busco?? o que me falta tanto? Se olho ao meu redor e vejo tudo... Por que me falta?? o que?? Revirei os espaços perdidos da minha vida. Saí a procura por todos os cantos e esquinas. Procuro fragmentos que eu possa juntar e colar. Acrescentar... Procurei no dia-a-dia, nas andanças e esperanças, alguma coisa que me trouxesse alento e sorte. Procuro nos passantes uma semelhança... Mas, só encontro vultos desfocados e sem aparência. Quero tanto gritar até perder minha voz..
(Gritar o que??)
Se todos os caminhos percorridos me levam ao mesmo lugar inútil... estou aqui... sou?
Vivendo ou morrendo a cada dia?
Minhas noites são silenciosas e insones Só ouço meus próprios gritos e gemidos, e neste silêncio tudo se cristaliza Para que eu nada mais ouça e nem sinta Me olho no espelho... e o que vejo??
(eu, trancada em meus disfarces vazios)
Tenho saudades de mim mesma. Do que poderia ter sido e não fui... Dos sonhos sonhados e não vividos... Deixei no silêncio o encontro de mim mesma.. Na anulação do tempo de tempos idos, ignorando todos os sonhos que poderia ter tido.
Tenho saudades de mim mesma...
Tudo pode estar onde menos se espera...
Então me vens e me chega e me invades e me tomas e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim, sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado, e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza deixando claro em cada promessa que jamais será cumprida, que nada devo esperar além dessa máscara colorida, que me queres assim porque assim que és... CAIO FERNANDO ABREU

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Penso
Ha outra alma, outro alguém
Perdidamente solta na entrega dos sentidos
No calor
quente....
No beijo doce e perpétuo
Pergunto-me...
Sou duas?
Quando a minha mente vagueia
Por este trilho desconhecido
Por este caminho incerto
Dessa nossa loucura louca
E divinamente incerta
Sentes???
Sentes meu suor?
frio...

Peco

Absolve-me de meus pecados de pecar em vontades e pensamentos Por ofender na obscuridade ou na chama do fogo Ou nos prazeres que sinto quando estas em mim… peco quando não estas comigo e peco sempre que voltas como se de um poeta te tratasses…sempre me persuades e então…eu peco mais uma vês por ti… pelos teus sentidos, pelo teu cheiro. Peco no grito do teu silêncio, peco na claridade da tua tristeza… Peco por ti…. peco em ti sempre que teu corpo de agasalha no meu peco pelo sabor do teus lábios, pelo sentir de tuas mãos em mim, pelo teu simples e misterioso olhar que me cativa! Nas palavras, na força, no querer e sentir amor pecamos… todas as noites. Já não somos mais um verso ou poema inofensivo! Nos encontros da convivência despimos os temores e gritamos os poemas Que confessam o amor, gemidos, fantasias Tenho intenção e intenção de voltar pecar… por ti… por nós

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Post mais ridículo desse blog

Estranho... muito estranho... muito mesmo... agoniante... o que fazer qndo um grande (EX) amor te pede conselhos sobre outra pessoa?? Como agir?? Será que quero que ele seja feliz? Com outra?? por que não?? por que nao consigo?? Por que ouvir ele dizendo que esta muito apaixonado me doi?? nossa, chorei tanto por ele... e agora, ele chora por outra. (por que nao chorou por mim???)
aos teus caprichos aos teus desejos às tuas vontades... esta noite sou tua pronta para satisfazer as tuas fantasias submissa a ti

Vem..

aquecer a minha alma te perder em meu corpo saciar o meu desejo me tomar para ti entranhando-te em meu corpo....
Louca...
Quente...
Molhada...
Pulsando de desejo...
Uma paixão que me invade
Provoca...
Excita... Vem...
Vem provar a minha vontade,saciar esse desejo. Em tortura...
Em maldade...

hj?

queimando...

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Serenamente o silêncio do vento atravessa a linha onde os meus passos têm medo da luz.Ouço o ruído do ferro que treme, da madeira que range,da gravilha que fermenta(escura), a absolvição dos meus olhares indiscretos.A estação vazia adormece,porque o nevoeiro dos lugares nasce todo aqui.Segredo. Há rede e electricidade nos instantes que querona curva infinita do coração.As minhas pégadas faíscam lágrimas.É hora de regressar ao sono para acordar;para abordar as pálpebras numa das janelas do comboio que passa,agitar a mão e dizer adeus ao sol que se esconde.O teu sorriso pertence-me.Ouço o perfume da tua pele movimentar o mar distante.Vejo as palavras florirem da tua alma e fazerem crescer um manto suave, líquido,por onde deslizo. Linhas cruzar-se-ão no instante do abraço.As linhas dos teus braços e dos meus,quando as saudades estiverem olhos nos olhos,e se atraiam corpo com corpo num abraço maravilhoso.O comboio já vai longe, mas a linha permanece.Assim quando tu e eu viajarmos em comboios diferentesa alma será a mesmae a linha que vai do fim da terra ao princípio do marterá o mesmo elo de ligação nos sentimentos:Dois corações num só.(Rain)
Ao som de THE MEMORY OF TREES - Enya

Preciso dormir. Apenas isso.

Ando há alguns dias a tentar esquecer(-me), a tentar evitar(-me), a tentar apagar(-me). A tentar, dizia eu.Não sei onde me perdi ao longo de todo o processo, não sei que comboios não apanhei, não sei já muito bem o que se passa. Comigo. Contigo. À nossa volta. Tenho saudades de outros tempos, talvez porque sejam outros e não estes. Acredito que em futuros tempos tenha saudades destes, embora suspire pelos outros. A segurança que me dá esta eterna voltinha à volta do mesmo deixa-me hoje irritada, com vontade de quebrar o círculo. Mas este sentimento é revoltantemente incluído e esperado neste ciclo.Não sei bem o que sinto. Sinto-me cansada. Muito cansada. Sinto que era capaz de dormir uma semana inteira. Tenho saudades de acordar com vontade de viver, sem me arrastar.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

eu quero

...tantas as vezes que copiei as formas da primavera:os cheiros e aromas, os sons e as cores e, no entanto, nao consigo florir o meu inverno...
é... hj tô na dúvida... será que agi certo? será que foi o melhor?? ou será que só estou balançada assim por pena??? ai ai ai... Sentir pena não é bom... Mas como saber?

domingo, 2 de dezembro de 2007

"Somos todos imortais. Teoricamente imortais, claro. Hipocritamente imortais. Porque nunca consideramos a morte como uma possibilidade cotidiana, feito perder a hora no trabalho ou cortar-se fazendo a barba, por exemplo. Na nossa cabeça, a morte não acontece como pode acontecer de eu discar um número telefônico e, ao invés de alguém atender, dar sinal de ocupado. A morte, fantasticamente, deveria ser precedida de certo 'clima', certa 'preparação'. Certa 'grandeza'.Deve ser por isso que fico (ficamos todos, acho) tão abalado quando, sem nenhuma preparação, ela acontece de repente. E então o espanto e o desamparo, a incompreensão também, invadem a suposta ordem inabalável do arrumado (e por isso mesmo 'eterno') cotidiano. A morte de alguém conhecido e/ou amado estupra essa precária arrumação, essa falsa eternidade. A morte e o amor. Porque o amor, como a morte, também existe - e da mesma forma dissimulada. Por trás, inaparente. Mas tão poderoso que, da mesma forma que a morte - pois o amor também é uma espécie de morte (a morte da solidão, a morte do ego trancado, indivisível, furiosa e egoisticamente incomunicável) - nos desarma. O acontecer do amor e da morte desmascaram nossa patética fragilidade." Caio Fernando Abreu

Homens também choram?

Nem estávamos juntos ha tanto tempo... nem havia tanto envolvimento... Nem tínhamos tanta afinidade... porque ele chorou?? Mas acho q fiz a coisa certa... Não fiz?? Não quero estar com alguem esperando me acostumar com ele. Quero querer estar...Sentir falta do beijo... das mãos... E quero tbm ter assunto. Ter afinidades, gostar de coisas semelhantes...etc. Agi certo sim. Sabe, um dia um Homem disse-me: amo-te eternamente, o eco respondeu… mente, mente, mente…

sábado, 1 de dezembro de 2007

Vida

“A vida é como a passa deste cigarro. Já foi para o ar, desapareceu, agora é cinza. Fragmentos de merda”. (Paquito)