segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O que espero do hoje? O que espero do amanhã? O que quero realizar em um mês? O que quero para o próximo ano? Quais meus objetivos em dez anos? Qual meu projeto de vida? Como posso continuar se não sei onde quero chegar? Ando sem expectativas, "atirando pra todos os lados". Acho que a culpa é da vida. Na verdade, nunca precisei me esforçar muito pras coisas acontecerem na minha vida (digo, vida profissional).Não sei por quê, as coisas simplesmente acontecem e não estou reclamando... os acontecimentos vão me levando...e eu vou indo. Mas ultimamente tenho sentido uma ânsia muito grande por algo maior...que eu ainda não sei o que é. Como se eu estivesse na iminência de realizar algo. Reconheço que sou ansiosa, sempre fui. Mas a expectativa de nada, me deixa desesperada na tentativa de encontrar algo para preencher esse vazio. Como não consigo, as vezes sinto-me um zero a esquerda (talvez dois...).Como é dificil ser "gente grande" hem? Somos cobrados o e nos cobramos o tempo todo. Na verdade, me cobro mais que os outros.Mas pra quê? Por qual motivo tenho essa ânsia de querer, ser, poder, ter.... Seria tão mais fácil me contentar em deixar a vida continuar me levando. Por quê não?

2 comentários:

poetamatematico disse...

É...

Isso acontece, a vida passa e cada dia mais nos enchemos de expectativas

Viver é foda, morrer é difícil

paulistano disse...

Oi moça,

Que ótimo que tem produzido textos... surpresa boa entrar aqui e ver q está escrevedo, e eu tenho um compromisso com vc e com seus textos...

Sabe as coisas na vda acontecem de forma q nos deixam confusos, desorientados... sei lá...
Tome rédias da sua vida, não abra mão disso não...

O melhor? Bom isso você vai descobrindo no dia a dia, mas nunca saia do controle da sua história...

Gande beijo