segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Conto de Fadas para Mulheres do Século 21

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa,independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava anatureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava deacordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então,a rã pulou para o seu colo e disse:- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa málançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijoteu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe epoderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A minhamãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar,lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamosfelizes para sempre...Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadasde um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, aprincesa sorria e pensava: Nem Fudendo ! (Luís Fernando Veríssimo).

3 comentários:

Ricardo Rayol disse...

ehehehehehe, ainda bem que não sou principe, só sapo.

Rui Carlo disse...

Se ele tivesse ido até castelo na linha 8, e depois dito. Daí poderemos passear nos shoppings, assitir muitos filmes, passear nas praias do Nordeste, e nos montes nevados da Suíça, e fazer muito sexo, com todos os quinze volumes do Kamasutra, porque farei a vasectomia e não terás perigo de engravidar, e seremos tão tarados um pelo outro que nem conseguiria imaginar outra mulher tocando em mim...podia ser que ela beijasse a rã, mas fazer dela uma escrava do século XVIII, merecia mesmo é ser comido... Tô com saudade de nossos papos...

Caloã disse...

hahahahha
Mudaram a história de sapo pra rã só pra ela poder comer no final né? uhauhauhahauhaua
Ai ai..