terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Todos os dias entro em uma batalha.
Mas a pior delas é a que travo comigo mesma.
Luto constantemente entre meus erros e acertos, entre minhas vontades e prioridades, entre o que eu quero e o que acham que é melhor pra mim.
Entre eu e eu mesma.

13 comentários:

Ubiratan Meireles disse...

ADOOORO seu blog! Ele é um charme!!!

Ubiratan Meireles disse...

Adoooro seu blog! Ele é um charme!!!
Ubiratan Meireles

Anônimo disse...

Esta batalha é entre o querer e o poder e sempre o querer vencerá....
Marcos

Marcos disse...

Esta batalha é entre o querer e o poder e sempre o querer vencerá....

Anônimo disse...

O que vem a ser felicidade
Toda explicação perdo o valor...
É tão claro e simples que é verdade
Quando alguém diz que invade
A fronteira do amor.

E, sem perceber leva consigo
Uma cauda aberta de pavão
Que é como um baralho sobre a mesa,
Feito um leque azul turquesa
Ventilando o coração.

Como tudo é tão diferente!
O ciúme, a dor,
O amor, a paixão...
Mas a felicidade é tudo junto,
Todo o tempo num segundo
Não explicaria nem se a flor
Viesse antes do botão.

Esse sentimento poderoso
É estado. é capital, é um país
E o que há de mais maravilhoso
É descobrir que, o tempo inteiro
Estava a um palmo do nariz

E, todo o percurso transcorrido,
Leva-nos a ser contidos
Quando tudo é explosão
Porque a felicidade é um rio denso
E precisa de silêncio
Pra falar ao coração.

F.

Sonho & Sedução disse...

gostei do seu cantinho..
Te convido a conhecer o meu..
bjs

Anônimo disse...

Vem me ver, vem juntar seu calor ao meu. nao te quero ter só nos finais de semana.
Os meu dias de feira tambem são seus, vem me ver corre p'ra nossa cabana.
Faço de conta que sou levada, p'ra ser levada em conta, que é p'ra janela do seu olhar que meu destino aponta.
F.

Anônimo disse...

Corro contra o tempo pra te ver
Eu vivo louco por querer você
Morro de saudade, a culpa é sua
Bares ruas estradas desertos luas
Que atravesso em noites nuas
Só me levam pra onde está você
O vento que sopra meu rosto; cega
Só o seu calor me leva
Numa estrela pra lembrança sua
O que sou, onde vou, tudo em vão
Tempo de silêncio e solidão
O mundo gira sempre em seu sentido,
Tem a cor do seu vestido azul
Todo atalho finda em seu sorriso nu
Na madrugada uma balada soul
Um som assim meio que rock 'n roll
Só me serve pra lembrar você.
Qualquer canção que eu faça tem sua cara
Rima rica, jóia rara
Tempestade louca no Saara.
morro de saudade e a culpa é sua.

F.

Flavianna disse...

pq parou de escrever? Não pare.

Anônimo disse...

A felicidade é zen
Ninguém compra
Ninguém rouba
Nem vende a ninguém

A felicidade é zen
Ninguém toma
Ninguém doa
Nem pede a ninguém

Não precisa fazer sacrifício
Nem disciplina de religião
Não cai do céu nem vem do paraíso
É uma ciência que não tem razão

Não dá barato nem conduz ao vício
Nada nela é artificial, não é eterna nem quer compromisso
É passageira como um temporal

É tão volúvel quanto o otimismo
Tão invisível como um deus qualquer
Nunca foi propriedade do homem
Muito menos coisa de mulher

É tão profunda quanto um abismo
Se vem à tona é como vulcão
É mais profana que o suicídio
E mais antiga do que a paixão

Bjim F.

Anônimo disse...

Meus olhos te viram triste
Olhando pro infinito
Tentando ouvir o som do próprio grito
E o louco que ainda me resta
Só quis te levar pra festa
Você me amou de um jeito tão aflito

Que eu queria poder te dizer cem palavras
Eu queria poder te cantar cem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões
Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido na areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões

Bjim F.

Anônimo disse...

I'd Rather Go Blind


Something told me it was over
when I saw you and her talking
Something deep down in my soul said
"Cry Girl"
When I saw you and that girl
Walking out

I would rather
I would rather
Go blind, boy
Than to see you walk away
From me chile

Ooooo, So you see I love you so much
That I don't want to watch you leave me, baby
Most of all I just don't
I just don't want
To be free, no

I was just
I was just
I was just
Sitting here thinking
Of your kisses

And your warm embrace, yeah
When the reflection
In the glass that I held
To my lips now, baby
Revealed the tears
That was on my face, yeah

And baby, baby
I would rather be blind, boy
Than to see you walk away
See you walk away from me, yeah
Baby, baby, baby
I'd rather be blind now

F.

Anônimo disse...

Correndo...

Minha pele está fria

Meus pensamentos ainda perdidos

Meu coração tem seus últimos instantes

Nesse corpo sem vida

Por alguns momentos pensei que seria dessa vez

Por um tempo imaginei que você me queria

Que me desejava como eu a você

E agora entro novamente nessa inércia

Ela insiste em me arrastar para um mundo distante

Onde você não está

Por que não posso apenas tentar?

Por que não posso ter você?

Será que não sou bom o suficiente?

Um ser da noite apaixonado pelo mais belo dos mortais

Perdido em seu mundo sem luz

Ainda insisto em me enganar quanto ao que sinto

Ainda fujo desses sentimentos como minhas presas fogem de mim

Um caçador que se encantou por sua caça

Seu corpo é estranhamente reconfortante

Meus dedos ficam trêmulos quando toco em você

Adoro esse cheiro, o seu cheiro

Meus olhos, meus atrativos, minha sedução

Nenhum posso usar contra você

Me desarme e me roube se preciso

Só não queria entrar nessa inércia

Meus pensamentos ainda perdidos...

Tento ordenar minhas idéias e planos

Só preciso ser forte quando você se for

Tenho que ser capaz de entender o motivo

O que te afasta de mim

Deve ser o mesmo instinto que me leva a você

Prenda-me, me mantenha ao seu lado

Diga que não me deixa ir e que não tem medo

E meu fraco coração ainda insiste em bater

As ultimas contrações antes que tudo se complete

Mas elas são por você

Se não fosse isso sei que já teria parado

Ele não gosta muito de trabalhar

Tenho que me concentrar em minhas idéias

Mas não consigo tirar da minha mente seus olhos

Seu sorriso e sua frustração

Por que não fui capaz de fazer tudo dar certo

Perdoe-me, me distrai por um instante

Perdi o controle quando vi você

Não queria que desse tudo errado

Sabia que daria errado

Você não é ruim pra mim

É o que eu quero

Pensei que me quisesse também

Vejo que me enganei, devo ter me distraído novamente

Estou correndo a noite

A floresta está calma

Não estou com fome e não caço mais

Só tento colocar meus pensamentos no lugar

Não entendo por que é tão difícil

Você não sai da minha cabeça

Fico imaginando o que aconteceu

Por que não consegui evitar suas dores?

Por que não pode ser dessa vez?

Será que não poderei cuidar de seus ferimentos

Nem fui eu quem causou o estrago

Queria ter você, humano, mortal

Queria poder ficar ao seu lado

Por que todos passam por tudo antes de mim?

Tente ver em mim o melhor

Um ser da noite que se apaixonou pelo mais perfeito dos mortais

Arranque-me dessa inércia

Meu corpo está caindo e não posso mais voar

Escolhi não voar por você

O tempo não importa

Só quero ficar com você

Parece drama demais?

Seu coração ainda bate forte

Talvez não seja por mim

Mas se for, promete que não vai fazê-lo parar

O meu esta parando

Mas ainda resiste um pouco pra que você ouça

Ele gosta de fazer isso

Corro e o vento está batendo em meu rosto

Está gelado como sempre

Mas meu coração ainda tenta ficar quente

Minhas mãos fechadas

Não quero comer, nem caçar

Só quero correr pra tentar ordenar as idéias

Mas meus pensamentos ainda fixos em você

Não consigo ver o fim da estrada

A neblina está forte

Pelo menos assim não vejo você

Nem sua frustração

Aprendi a cuidar de machucados

Posso cicatrizar se deixar

Só me prometa não me dizer frases clichês

Sabe que não gosto

Agora enquanto corro sinto meus olhos molhados

Eles não vêem o fim da estrada

E nem seu sorriso

Só queria poder dizer uma ultima coisa

A inércia é só uma forma de me manter ao seu lado

Fora dela teria que ver você ir

Ele ainda bate, insiste em suas ultimas contrações

Preciso mantê-lo aquecido até conseguir te alcançar

Corro ainda, mas ele está batendo

Não quero comer e nem caçar

Apenas quero você.

F.